Notícias e Artigos Jurídicos

Notícias

Entenda melhor a correção do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço


Para mais informações, clique no link abaixo: 

Revisão do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS
 
QUEM TEM DIREITO A REVISÃO DO FGTS?
Qualquer pessoa que trabalha ou tenha trabalhado (aposentado ou desempregado) com carteira assinada desde 1999.

COMO FAÇO PARA RECEBER O AJUSTE DO FGTS?
Para receber tais valores deve-se ingressar com ação de revisão perante a justiça federal. O que deve ser feito por meio de um advogado constituído.

COMO RECEBEREI O DINHEIRO?
Para pessoas que se utilizaram do FGTS, a diferença apurada em juízo é paga imediatamente ao beneficiário, o que é realizado por meio de alvará. Para aqueles que ainda possuem o FGTS depositado, o valor da diferença da correção monetária deverá ser depositado nesta mesma conta vinculada do FGTS, passando a integrar a quantia total deste. Ou seja, o beneficiário fará jus ao recebimento de tais valores nas hipóteses previstas de saque do FGTS.

QUAL VALOR QUE TENHO DIREITO A RECEBER?
A quantia a ser recebida pelo trabalhador varia conforme o período e valor de depósito na conta do FGTS. Alguns trabalhadores possuem saldo desde 1999. Nesses casos, a diferença da atualização pode chegar a 88,3% do valor do fundo.

QUAIS DOCUMENTOS PARA ENTRAR COM A AÇÃO?
São necessários os seguintes documentos: cópia da carteira de identidade; comprovante de endereço; carteira de Trabalho com o nº do PIS/PASEP, ou Cartão do PIS; extrato do FGTS, fornecido pela Caixa Econômica federal; e a carta de concessão do benefício (caso o solicitante seja aposentado).


Envie sua Dúvida!! Queremos muito te ajudar!!







Veja mais:

- 20.04.2021 - Justiça reconhece morte por Covid como acidente de trabalho, com indenização de R$ 200 mil e pensão

- 13.04.2020 - Aposentado pode pedir revisão para incluir salários anteriores a 1994 no cálculo do benefício

- 04.04.2018 - Entenda como fazer a revisão do valor da aposentadoria

- 27.11.2017 - Erro do INSS dá direito à revisão de aposentadoria

- 19.10.2017 - Aposentadoria: fila do INSS dura até cinco meses